Operação prende 10 suspeitos de abuso e violência sexual infantil, em Goiás

Prisões foram feitas após a polícia conseguir mandados judiciais. O trabalho policial foi realizado em todo o estado.

Por Rafael Oliveira

A Polícia Civil prendeu 10 suspeitos de crimes de abuso e violência sexual contra crianças e adolescentes durante a Operação Parador, realizada em todo o estado entre os dias 2 e 18 deste mês. As prisões foram feitas após a polícia conseguir mandados judiciais.

A delegada titular da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA), Ana Elisa Gomes, explicou que os suspeitos foram investigados e são próximas e de confiança das vítimas, como padrastos, tios, avôs, vizinhos, entre outros.

Os nomes dos suspeitos não foram divulgados pela polícia. Por isso, o g1 não localizou as defesas para se manifestarem sobre as prisões.

“O perfil do abusador é quase sempre o mesmo: pessoas próximas e de confiança. Junto com outras forças policiais, fizemos abordagens em locais que podem ocorrer abusos sexuais, como motéis, casas noturnas e rodovias”, comentou a delegada.

Operação prende 10 suspeitos de crimes sexuais contra crianças e adolescentes em Goiás — Foto: Reprodução/Polícia Civil
Operação prende 10 suspeitos de crimes sexuais contra crianças e adolescentes em Goiás — Foto: Reprodução/Polícia Civil

De acordo com a polícia, o balanço da operação foi a seguinte:

  • 111 denúncias apuradas
  • 56 encaminhamentos ao conselho tutelar
  • 84 locais fiscalizados
  • 916 pessoas abordadas
  • 258 veículos abordados/fiscalizados
  • 8 pontos de bloqueio (blitz)
  • 72 inquéritos policiais instaurados
  • 59 inquéritos policiais concluídos e encaminhados à Justiça
  • 7 Termos Circunstanciados de Ocorrência lavrados
  • 5 pessoas (maiores) presas em flagrante (crimes diversos)
  • 10 pessoas (maiores) presas via mandado judicial de prisão
  • 12 pessoas conduzidas

A delegada explica que a operação é executada todos os anos, em todo o país, com o intuito de intesificar a investigação contra crimes sexuais contra menores. “A operação faz toda a diferença para as crianças. Mas não é um trabalho isolado, fazemos isso todos os dias”, explicou Ana Elisa Gomes.

Em Corumbá de Goiás, a operação prendeu um suspeito de 36 anos, na terça-feira (17), que com arquivos de pornografia envolvendo crianças e adolescentes. Ele pagou fiança depois e responderá ao crime em liberdade.

Fonte: https://g1.globo.com/go/goias/noticia/2022/05/18/operacao-prende-10-suspeitos-de-abuso-e-violencia-sexual-infantil-em-goias.ghtml

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.