Operação contra tráfico de drogas prende 14 pessoas e sequestra R$ 20 milhões em bens e dinheiro em GO, DF, MT e RN

Operação contra tráfico de drogas prende 14 pessoas e sequestra R$ 20 milhões em bens e dinheiro em GO, DF, MT e RN

Polícia Civil de Goiás lidera ação batizada de Déjà-vu e também cumpre 22 mandados de busca e apreensão. Segundo a investigação, criminosos eram seguidores de ‘Zói Verde’, considerado um dos maiores traficantes de Goiás e que foi morto na Bolívia em 2017.

A Polícia Civil de Goiás, com apoio de órgãos de segurança no Distrito Federal e outros dois estados, realiza a Operação Déjà-vu nesta terça-feira (27). Segundo a corporação, foram cumpridos 14 mandados de prisão preventiva e 22 de busca e apreensão. As equipes também realizam sequestro de R$ 20 milhões em bens e dinheiro.

Dos mandados de prisão, nove foram cumpridos em Goiás, três no Mato Grosso, um no Rio Grande do Norte e um no Distrito Federal.

Entre os mandados sendo cumpridos em Goiânia, há endereços de casas de luxo em condomínios fechados. Em um dos locais visitados, os policiais encontraram uma máquina de contar dinheiro.

Seguidores de 'Zói Verde'

A investigação que resultou nesta operação é conduzida pela Delegacia Estadual de Repressão a Narcóticos (Denarc) desde janeiro de 2020. As apurações feitas pela corporação indicaram que um grupo de “seguidores” do traficante Marcelo “Zói Verde”, morto na Bolívia em 2017, deu continuidade e aperfeiçoou o esquema criado pelo criminoso.

Segundo a Polícia Civil, os criminosos traficam cocaína pura, pasta base de cocaína e skunk usando fundos falsos em caminhonetes. As investigações apontaram que a droga saía do Mato Grosso, era armazenada em Goiás e distribuída em território goiano, no DF e no Rio Grande do Norte.

O delegado Fábio Meireles, responsável pela operação, explicou que o modo desse grupo operar depende de um núcleo logístico.

“Ele [o núcleo] era responsável por adaptar veículos, caminhonetes, criando fundos falsos para transporte das drogas. Hoje foram presos os integrantes desse núcleo”, disse.

Ainda de acordo com Meireles, durante um ano de investigação “conseguimos apreender 420 kg de cocaína e 150 kg de skunk” que seriam transportados por esse grupo.

Operação

De acordo com a Polícia Civil de Goiás, há 120 agentes empenhados na operação. Fazem parte dos esforços: Delegacia Estadual de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos Automotores (Derfrva), Delegacia de Investigações Criminais (Deic), Delegacia Estadual de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco), 4ª e 10ª Delegacias Regionais, e policiais do GT3.

No Mato Grosso, a Delegacia de Repressão a Entorpecentes do Mato Grosso e a Gerência de Operações Especiais da Polícia Civil participam da operação.

Já no Distrito Federal, atuam policiais do Departamento de Combate à Corrupção e ao Crime Organizado da Polícia Civil. No Rio Grande do Norte, agem membros da Delegacia Regional de Polícia de Pau dos Ferros e da Polícia Federal.

Fonte: G1-Goiás

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *