Jovem denuncia que foi agredido com socos por cantor sertanejo em posto de combustíveis de Goiânia

Jovem denuncia que foi agredido com socos por cantor sertanejo em posto de combustíveis de Goiânia

O técnico em informática Gael Silvério de Sousa, de 23 anos, denuncia que foi agredido com socos pelo cantor sertanejo Mateus Castro, da dupla goiana Théo e Mateus, em um posto de combustíveis de Goiânia. Ele conta que foi atingido com dois golpes no rosto, que provocaram um corte abaixo do olho por causa do óculos. O rapaz registrou um boletim de ocorrências contra o artista.

O G1 não conseguiu localizar o cantor e nem sua defesa até a última atualização desse caso. As redes sociais dele e da dupla foram excluídas.

O técnico em informática contou que tentou conseguir imagens das câmeras de segurança do posto onde aconteceu o caso, mas o local disse que não poderia fornecer. O G1 tenta contato por telefone desde as 11h25 com o posto de combustíveis, mas as ligações não foram atendidas.

Agressão

Na noite da agressão, Gael disse que estava bebendo com amigos na conveniência de um posto de combustíveis da Avenida Jamel Cecílio. O cantor, então, teria aparecido com um amigo e uma amiga em uma caminhonete.

“Eles sentaram encostados no carro do meu amigo e começaram a trocar ideias com as pessoas que estavam do nosso lado. Ele escorou a bebida, a pizza no carro do meu amigo e começou a derramar, meu amigo chamou a atenção de longe e ele ignorou”, disse Gael.

Em seguida, o rapaz pediu novamente e o cantor se irritou. Gael conta que o artista avançou contra o grupo de amigos dele e começou a xingar. Gael disse que entrou na confusão e pediu que ele não ofendesse o amigo.

“Você sabe quem eu sou? Não sabe com quem está falando”, respondeu o cantor, segundo a vítima.

Gael disse que não se importava quem ele era e pediu que tirasse a caixa de pizza de cima do carro. Irritado, o cantor partiu para cima dele e o agrediu com um soco no olho. O jovem caiu no chão e bateu a cabeça numa barra de ferro do estacionamento.

Quando levantou depois do soco, meio tonto, ele disse que recebeu mais um soco no rosto e caiu novamente no chão.

“Como estava de óculos, ele rasgou meu rosto. Comecei a sangrar muito. Meus amigos começaram a gritar com ele. Aí os amigos dele o pegaram e foram embora. Ele disse ainda que voltaria armado e iria atirar na gente”, contou Gael.

A ocorrência foi registrada em 13 de abril, um dia após a agressão. Gael Silvério passou por exame de corpo de delito para dar andamento a investigação. À época, as intimações para a confecção de Termos Circunstanciados de Ocorrência estavam suspensas por causa da pandemia, segundo o delegado Breynner Vasconcelos, mas foram retomadas dias depois.

O delegado explicou ainda que o crime deve ser investigado como lesão corporal leve, mas que isso será confirmado apenas com os laudos das agressões sofridas. Ele disse ainda que vai buscar câmeras de segurança para ajudar na apuração.

Em nota, a Polícia Civil disse que o caso será investigado pelo 8º Distrito Policial e que a vítima será ouvida ainda esta semana.

Gael Silvério, de 23 anos, relata que estava com amigos em uma conveniência quando, após uma discussão, foi agredido pelo cantor.

Fonte: G1-Goiás

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *