Neto é preso suspeito de matar avô decapitado e jogar a cabeça próximo a córrego de Senador Canedo

Vizinho da vítima entrou em contato com a família do idoso quando deu falta dele. Segundo a Polícia Civil, um dos parentes que atendeu ao chamado foi o investigado, que confessou o crime.

Por Vanessa Martins, G1 GO

01/09/2021 12h21  Atualizado há 3 horas


Polícia localizou cabeça de idoso decapitado após neto confessar crime e indicar local em que a jogou — Foto: Reprodução/Polícia Militar
Polícia localizou cabeça de idoso decapitado após neto confessar crime e indicar local em que a jogou — Foto: Reprodução/Polícia Militar

A Polícia Civil prendeu, nesta quarta-feira (1º), um jovem de 19 anos suspeito de matar o avô encontrado decapitado em Senador Canedo, na Região Metropolitana de Goiânia. A cabeça da vítima foi localizada nesta manhã após o investigado indicar aos agentes onde a deixou: dentro de uma sacola, em região de mata, próximo a um córrego, a alguns quilômetros de distância do local do crime.

O nome do detido não foi divulgado pela corporação, por isso o G1 não conseguiu descobrir quem é responsável pela defesa dele para pedir uma posição sobre o caso.

O corpo do idoso, que tinha 82 anos, foi encontrado no final da tarde de terça-feira (31). Segundo a Polícia Civil, um vizinho deu falta dele e chamou a família. Filho da vítima e o neto que foi preso foram à casa e encontraram o corpo do parente.

Delegacia da Polícia Civil em Senador Canedo — Foto: Reprodução/Polícia Civil
Delegacia da Polícia Civil em Senador Canedo — Foto: Reprodução/Polícia Civil

A Polícia Militar também foi acionada e registrou que, segundo os parentes, o idoso não tinha desavenças ou dívidas que pudessem ter motivado o crime.

Agentes da Polícia Civil estiveram no local e encontraram indícios de que o próprio neto, que encontrou o corpo do avô junto com o pai, poderia ter cometido o crime. A corporação não divulgou o que gerou a desconfiança.

O Grupo de Investigação de Homicídios (GIH) de Senador Canedo colheu o depoimento do jovem e registrou que ele confessou ter cometido o crime. No entanto, a Polícia Civil informou que o rapaz não contou o motivo ou como tudo aconteceu.

Segundo a Polícia Técnico-Científica, a cabeça deve ser identificada por meio de exame de DNA para confirmar que pertence ao idoso decapitado.

Fonte: https://g1.globo.com/go/goias/noticia/2021/09/01/neto-e-preso-suspeito-de-matar-avo-decapitado-e-jogar-a-cabeca-proximo-a-corrego-de-senador-canedo.ghtml

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *